A predominância dos serviços na estrutura produtiva da RGInt de Teófilo Otoni manteve-se em toda a série entre 2010 e 2018, com tendência de crescimento a partir de 2015. Em 2018, a atividade representou 80,9%, sendo 43,7% relativos aos serviços privados (R$5,9 bilhões), em que se destacaram as atividades imobiliárias e o comércio, assim como o resultado favorável da intermediação financeira, dos serviços de informação e comunicação e das atividades profissionais. A parcela da administração pública, de 37,3%, correspondeu a R$5,1 bilhões. No Valor Adicionado Bruto (VAB) estadual dos serviços, a participação da RGInt ficou em torno de 4%.

Clique aqui para ler a publicação.