A percepção que os diferentes grupos têm sobre a estrutura social do país e sobre a posição que cada um ocupa nela pode ter efeitos importantes sobre o apoio ou resistência a medidas redistributivas, como impostos mais progressivos. E, no Brasil, esta percepção é bastante distorcida.

Clique aqui para ler a publicação.