Diretrizes para a política municipal de cultura

• Proteção ao patrimônio histórico, cultural e religioso e valorização da memória e o sentimento de pertencimento à cidade;
• Valorização das áreas de patrimônio cultural com a proteção e recuperação de imóveis e locais de referência para a população da cidade, estimulando usos e atividades compatíveis com a preservação;
• Estímulo à pesquisa e ao registro das obras e monumentos que apresentem valor histórico, artístico, cultural, arquitetônico e científico;
• Promoção da articulação entre os conselhos setoriais, como os Conselhos de Habitação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Trânsito e Transportes, Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental e Planejamento visando a proteção e preservação de bens e áreas de valor histórico, paisagístico, arqueológico, cultural e religioso;
• Promoção de ações transversais e programas integrados entre as políticas de patrimônio cultural e turismo;
• Implementação do Plano Municipal de Cultura, criando instrumentos e definindo prazos para a efetivação de ações propostas, estabelecendo novas Áreas Especiais de Preservação Cultural, definindo e visadas roteiros entre monumentos, avaliando possibilidades de renovação de usos sustentáveis e definindo condutas para proprietários de imóveis alterados.

Clique aqui para lera publicação.