Imprimir

Fundação João Pinheiro apresenta Geoportal do Café

Data de publicação .

Ferramenta dedicada √† organiza√ß√£o de informa√ß√Ķes geoespaciais e indicadores relacionados ao agroneg√≥cio do gr√£o teve seu pr√©-lan√ßamento na Semana Internacional do Caf√©¬†

A Fundação João Pinheiro apresentou nesta quinta-feira, 26 de outubro, durante a Semana Internacional do Café (SIC), o Geoportal do Café, plataforma tecnológica desenvolvida pela instituição por encomenda da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater).

O pré-lançamento da ferramenta aconteceu durante o workshop Geoportal Mapeamento e Monitoramento do Parque Cafeeiro de Minas Gerais, evento aberto pelo Presidente da Fundação João Pinheiro (FJP), Roberto Nascimento, e apresentado pelo assessor de Tecnologia da Informação da FJP, Rodrigo Diniz.

A iniciativa tem o objetivo de mapear todas as √°reas de cultivo do gr√£o no estado, com inser√ß√£o de dados socioecon√īmicos e geoespaciais para subsidiar pol√≠ticas p√ļblicas e investimentos privados de toda a cadeia produtiva. A conclus√£o desse mapeamento, que trar√° informa√ß√Ķes completas dos 451 munic√≠pios listados como produtores de caf√© pela Emater-MG, est√° prevista para mar√ßo de 2018.¬†

Al√©m do desenvolvimento e implementa√ß√£o do geoportal, a Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro tamb√©m est√° contribuindo com informa√ß√Ķes econ√īmicas e de planejamento. O projeto tamb√©m conta com a participa√ß√£o efetiva da Epamig e da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento (Seapa), e com a colabora√ß√£o da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecu√°ria (Embrapa) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Aplica√ß√Ķes - Na pr√°tica, por meio do Geoportal do Caf√© o produtor vai conseguir localizar sua propriedade nas glebas de caf√©, o que ser√° fundamental para melhor planejamento e gest√£o da atividade. Tamb√©m para os gestores municipais e estaduais, os dados levantados e disponibilizados v√£o facilitar o direcionamento de a√ß√Ķes para todas as regi√Ķes.

A ideia central da iniciativa √© tornar o geoportal uma fonte permanente de consulta com informa√ß√Ķes abertas de Governo, pois o sistema operacional da geoplataforma tem linguagem e programa√ß√£o open source (fonte aberta),integr√°vel a qualquer base de dados e n√£o cria concorr√™ncia com outras entidades, representa√ß√Ķes ou mercados.

‚ÄúO geoportal vai facilitar a vida dos usu√°rios, que poder√£o carreg√°-lo para qualquer lugar como fonte de consulta‚ÄĚ, afirma o assessor-chefe de da FJP, Rodrigo Diniz, respons√°vel pelo desenvolvimento da ferramenta.

Diniz acrescenta que, pelo fato de o projeto ter sido concebido com padr√Ķes abertos, o geoportal estar√° apto a receber e a enviar dados, com informa√ß√Ķes 100% integr√°veis, sem restri√ß√£o tecnol√≥gica que demande investimento em infraestrutura de outras unidades do Estado.

História - Também nesta quinta-feira, 26, a Fundação João Pinheiro apresentou o estudo História do Café das Matas de Minas, realizado pela instituição em parceria com o Sebrae Minas e a Seapa para composição dos trabalhos de Indicação Geográfica do produto na Região das Matas de Minas.

A Indica√ß√£o Geogr√°fica √© usada para identificar a origem de produtos ou servi√ßos quando o local de produ√ß√£o tenha se tornado conhecido ou quando sua proveni√™ncia determine caracter√≠stica ou qualidade espec√≠fica. O registro permite delimitar a √°rea geogr√°fica e restringir aos produtores e prestadores de servi√ßos da regi√£o, organizados em entidades representativas, o uso da IG, o que, mantendo os padr√Ķes locais, impede que outras pessoas utilizem indevidamente o nome da regi√£o.

De acordo com o Presidente da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro, Roberto Nascimento, a certifica√ß√£o do caf√© das Matas de Minas representa um passo importante da atual pol√≠tica governamental no sentido de incentivar, apoiar e propiciar condi√ß√Ķes mais adequadas para que o Estado mantenha sua condi√ß√£o de lideran√ßa na produ√ß√£o cafeeira.

‚ÄúA produ√ß√£o de caf√© em Minas Gerais tem representado aporte consider√°vel ao PIB mineiro e √© necess√°rio e justo que a√ß√Ķes visando o fortalecimento do setor incorporem iniciativas que, como esta, insere a popula√ß√£o como elemento central das pol√≠ticas p√ļblicas e resulta em um desenvolvimento econ√īmico inclusivo e sustent√°vel‚ÄĚ, afirma.

 

Assessoria de Comunicação | Fundação João Pinheiro

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | www.fjp.mg.gov.br

Informa√ß√Ķes para a imprensa: (31) 3448-9561 | 3448-9588

 

Siga a FJP no Twitter: https://twitter.com/_fjp_

Acompanhe a FJP no Facebook: http://www.facebook.com/fjpoficial