Imprimir

Projeto Juventude Cidadã fecha 2016 com balanço positivo

Data de publicação .

Fruto de uma parceria entre a Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro, a Escola Municipal Rui da Costa Val e o Centro de Refer√™ncia de Assist√™ncia Social (Cras), o Projeto Juventude Cidad√£ encerrou sua segunda edi√ß√£o este m√™s do bairro Jardim Felicidade, na regi√£o norte de Belo Horizonte. Com o objetivo de fomentar o debate sobre temas cotidianos como forma de promo√ß√£o da cidadania, a iniciativa contou, nesta etapa, com a participa√ß√£o de nove estudantes de Administra√ß√£o P√ļblica da FJP e de 23 alunos do 9¬ļ ano da escola municipal em encontros semanais desde o m√™s de agosto.

Originado por ocupa√ß√Ķes desordenadas, o bairro Jardim Felicidade foi recentemente regularizado, mas ainda √© considerado √°rea de especial aten√ß√£o na capital mineira por seu elevado √≠ndice de criminalidade, particularmente entre os jovens.

Para a estudante da Escola Municipal Rui da Costa Val, Let√≠cia Cordeiro, a participa√ß√£o no projeto contribuiu para a compreens√£o de diversos assuntos pol√™micos e tamb√©m para reduzir preconceitos. ‚ÄúNos nossos encontros falamos de forma aberta sobre racismo, machismo, homofobia, pol√≠tica. Cada um foi se abrindo sobre suas experi√™ncias, foi muito bacana ouvir o que eles tinham pra contar e tamb√©m poder dividir isso com os demais‚ÄĚ, afirma. ‚ÄúNa medida em que os encontros foram acontecendo, aumentou a participa√ß√£o e a integra√ß√£o, o que foi √≥timo para quebrar v√°rios tabus‚ÄĚ, conta.

Aprendizado em m√£o dupla - Segundo o gerente de Extens√£o e Rela√ß√Ķes Institucionais da Escola de Governo da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro, Mauro Silveira, iniciativas como esta aproximam, a cada dia, os estudantes de Administra√ß√£o P√ļblica da realidade e das demandas sociais. ‚ÄúA intersetorialidade e o engajamento n√£o fazem mais parte apenas do discurso, s√£o vivenciados e interiorizados - √© um aprendizado fant√°stico‚ÄĚ, ressalta.

Luisa Schneider, estudante de Administra√ß√£o P√ļblica e coordenadora desta edi√ß√£o do projeto avalia que a oportunidade foi extremamente gratificante e engrandecedora. ‚ÄúAs rea√ß√Ķes de inquietude dos jovens diante dos diversos temas propostos por n√≥s j√° poderiam, por si s√≥, ser a melhor recompensa que poder√≠amos receber‚ÄĚ, observa. ‚ÄúFelizmente, o projeto n√£o se trata de aulas, mas sim de uma troca em que cada ‚Äėnossa, nunca tinha pensado desse jeito‚Äô que escut√°vamos deles vinha acompanhado por um novo aprendizado para n√≥s‚ÄĚ, descreve.

A universit√°ria, que declara sentir-se honrada pela participa√ß√£o nesse ciclo do Juventude Cidad√£, considera muito importante ter conhecido tantas pessoas, cada qual com sua pr√≥pria maneira de enxergar e lidar com a vida. ‚ÄúEsses jovens me ajudaram a reconhecer melhor a realidade em que vivemos e, principalmente, a querer diminuir cada vez mais as dist√Ęncias sociais que existem entre n√≥s‚ÄĚ, pondera.

Ampliando horizontes - Na vis√£o da psic√≥loga Cida Paiva, coordenadora do Cras do Jardim Felicidade, a parceria √© de fundamental import√Ęncia para a execu√ß√£o de um trabalho intersetorial na comunidade, envolvendo as √°reas da educa√ß√£o e assist√™ncia social. ‚ÄúEstamos sempre de portas abertas, mas temos dificuldade em trazer a comunidade para dentro desse espa√ßo. A partir desse projeto, por√©m, identificamos que as fam√≠lias dos jovens tamb√©m come√ßaram a procurar o Cras para acessar servi√ßos como a emiss√£o da documenta√ß√£o civil, para ter orienta√ß√Ķes sobre emprego e sobre o recebimento do Bolsa Fam√≠lia‚ÄĚ, destaca.

De acordo com a professora de Hist√≥ria Talita Barcelos, que coordenou o projeto junto aos alunos da escola municipal, esta √© uma oportunidade dos jovens se apropriarem de outra institui√ß√£o al√©m da escola. ‚ÄúOcupando espa√ßos como o Cras, eles est√£o fazendo um bom uso da pol√≠tica p√ļblica‚ÄĚ, ressalta. Para ela, o Juventude Cidad√£ amplia os horizontes de seus participantes e sua capacidade de an√°lise. ‚ÄúDurante nossas aulas percebi como os alunos passaram a relacionar os assuntos estudados com as atividades desenvolvidas no projeto, aumentando muito a participa√ß√£o em sala. Com isso, conseguimos ampliar os temas de discuss√£o e tamb√©m dinamizar a disciplina, abordando assuntos sociais, direitos, deveres e cidadania, entre outros‚ÄĚ, comemora.

 Imagem: divulgação Geri / EG

 

Assessoria de Comunicação | Fundação João Pinheiro

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | www.fjp.mg.gov.br

Informa√ß√Ķes para a imprensa: (31) 3448-9561

Siga a FJP no Twitter: https://twitter.com/_fjp_

Acompanhe a FJP no Facebook: http://www.facebook.com/fjpoficial