Imprimir

Juventude é foco de pesquisas da Fundação João Pinheiro

Data de publicação .

 Gravidez na adolescência e consumo de drogas são alguns dos temas estudados

Muito al√©m de ‚Äúsexo, drogas e rock‚Äôn roll‚ÄĚ. O lema da chamada contracultura dos anos 1970, perpetuado pelo festival de Woodstock, n√£o √© capaz de abarcar o rico e complexo universo dos jovens, faixa et√°ria entre 15 e 29 anos, de acordo com o Estatuto da Juventude, de 2013. Inserida nas mais diversas √°reas de estudos sociais, como sa√ļde, educa√ß√£o, g√™nero e seguran√ßa, a juventude √© o tema central de uma s√©rie de pesquisas desenvolvidas pela Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro (FJP).

Tendo como objetivo subsidiar a elabora√ß√£o e implementa√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas destinadas a este p√ļblico em Minas Gerais, esses trabalhos t√™m ganhado destaque no meio acad√™mico. Exemplo disso, o artigo Invisibilidade e estrutura√ß√£o ps√≠quica do adolescente frente √† conting√™ncia da paternidade contribui para a reflex√£o acerca das a√ß√Ķes intersetoriais voltadas para pais adolescentes, com base na valoriza√ß√£o da figura paterna no contexto da gravidez. Coordenado pela pesquisadora da FJP Maria Nogueira e desenvolvido em parceria com as pesquisadoras visitantes Carla Capanema e Elo√≠sa Helena de Lima, e a pesquisadora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) √āngela Vorcaro, o estudo foi recentemente submetido √† comiss√£o editorial da revista¬†Psicologia: Teoria e Pr√°tica para publica√ß√£o.¬†

As pr√°ticas de risco dos adolescentes do munic√≠pio de Lagoa Santa, na Regi√£o Metropolitana de Belo Horizonte, como o consumo de subst√Ęncias (√°lcool e outras drogas), h√°bitos alimentares, pr√°ticas sexuais, comportamento no tr√Ęnsito e viol√™ncia, entre outros aspectos, tamb√©m foram objeto de an√°lise de Elo√≠sa Helena Lima, Maria Nogueira, do ent√£o pesquisador da FJP Louis Allanic, e da bolsista de inicia√ß√£o cient√≠fica, Cec√≠lia Nogueira.

O projeto, que resultou no artigo Adolesc√™ncia e Sa√ļde: indicadores do uso de √°lcool e outras drogas a partir de um estudo multic√™ntrico,teve o apoio da Funda√ß√£o de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) e foi realizado em parceria com o Centro de Pesquisas Ren√© Rachou (CPqRR) da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz - Fiocruz-MG e o Conselho da Juventude do Munic√≠pio de Lagoa Santa. O trabalho foi publicado na revista Tecer, do Centro Universit√°rio Izabela Hendrix, e est√° dispon√≠vel em http://goo.gl/aBpbIw.

Outro resultado desse mesmo projeto foi a disserta√ß√£o de mestrado da aluna do CPqRR-Fiocruz-MG, Isabela Chimeli, coorientada por Maria Nogueira. Fruto da disserta√ß√£o da mestranda, o artigo A abstra√ß√£o do risco e a concretude dos sujeitos: uma reflex√£o sobre os comportamentos de risco no contexto da adolesc√™ncia, escrito em parceria com as pesquisadoras Virginia Torres Schall e Denise Nacif, tamb√©m do CPqRR-Fiocruz-MG, aborda, por meio de pesquisa qualitativa, a percep√ß√£o de risco e de adolesc√™ncia entre adolescentes de Lagoa Santa. O trabalho foi aceito para publica√ß√£o na Physis - Revista de Sa√ļde coletiva.

Tamb√©m em destaque, o artigo A pr√°tica dos grupos reflexivos sobre drogas como estrat√©gia para redu√ß√£o de riscos e danos reflete sobre estrat√©gias que possibilitem interven√ß√Ķes educativas voltadas para a redu√ß√£o de riscos e danos aos usu√°rios de drogas, em vez de limitar as medidas ao aspecto penal, permitindo aumento na autonomia e responsabiliza√ß√£o dos usu√°rios e consequente melhoria no enfrentamento da quest√£o. Submetido √† Revista Pesquisas e Pr√°ticas Psicossociais, do Laborat√≥rio de Pr√°ticas e Interven√ß√£o Psicossocial da Universidade Federal de S√£o Jo√£o Del Rei (UFSJ), o trabalho √© assinado por Maria Nogueira, Eloisa Helena Lima e Carla Capanema.

Para Maria Nogueira, al√©m de fomentar e potencializar os estudos de pol√≠ticas p√ļblicas para os jovens, o trabalhos tamb√©m refor√ßam o papel da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro como refer√™ncia no √Ęmbito da forma√ß√£o e debate, pautando a tem√°tica aos estudantes do curso de Administra√ß√£o P√ļblica (Csap) da institui√ß√£o, que s√£o futuros gestores p√ļblicos, e tamb√©m aos alunos dos cursos de especializa√ß√£o na √°rea de seguran√ßa p√ļblica.

‚Äú√Č de fundamental import√Ęncia envolver os alunos no debate das tem√°ticas contempor√Ęneas da juventude, por isso foi uma preocupa√ß√£o constante o di√°logo e participa√ß√£o das pesquisadoras visitantes em eventos e a√ß√Ķes da Escola de Governo‚ÄĚ, explica. ‚ÄúOs jovens n√£o podem ser vistos de forma homog√™nea pelos gestores p√ļblicos. S√£o vozes plurais! Devemos sinalizar para pol√≠ticas p√ļblicas, programas e a√ß√Ķes que contemplem a diversidade de classe, ra√ßa, etnia e g√™nero‚ÄĚ, afirma.¬†¬†¬†

Na pr√°tica - Al√©m dos diversos estudos desenvolvidos sobre a tem√°tica da juventude, os pesquisadores tamb√©m promovem atividades pr√°ticas dentro da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro. Nos meses de fevereiro e abril de 2016 foram realizadas oficinas com jovens aprendizes da Associa√ß√£o Profissionalizante do Menor (Assprom) que atuam na institui√ß√£o. Os eventos Conversando sobre sexo, drogas e sa√ļde e Conversando sobre afetividade e sexualidade tiveram o objetivo de criar um espa√ßo de di√°logo para possibilitar aos jovens participantes esclarecer d√ļvidas e refletir sobre quest√Ķes presentes na adolesc√™ncia. O pr√≥ximo encontro ser√° realizado ainda em junho, com o tema Aborto: o que penso sobre isso?

Em 2015, foram oferecidos aos servidores da FJP, por meio do Programa de Capacita√ß√£o de Recursos Humanos (PCRH), financiado pela Fapemig, dois cursos sobre a tem√°tica juventude. Com os temas Pol√≠ticas p√ļblicas para a juventude e pol√≠ticas p√ļblicas para a juventude no Brasil: desafios e perspectivas, os cursos trataram, entre outros assuntos, da cultura de consumo e estilo de vida jovem, cultura digital, pol√≠ticas de drogas, quest√Ķes de g√™nero, viol√™ncia e promo√ß√£o da sa√ļde.

Lan√ßamento - A pesquisadora visitante da FJP, Elo√≠sa Helena Lima, ir√° lan√ßar em julho pr√≥ximo o livro Juventude, Drogas e Educa√ß√£o em Sa√ļde: Perspectiva da Sa√ļde Coletiva. Resultado de sua tese de doutorado, a obra trata do universo dos usu√°rios de drogas a partir da interdepend√™ncia entre o sujeito, a droga e o contexto em que se insere, considerando, al√©m da representa√ß√£o farmacol√≥gica da subst√Ęncia, seus significados ps√≠quicos e culturais. Elo√≠sa √© mestre em Psicologia pela UFMG e doutora em Ci√™ncias da Sa√ļde/Sa√ļde Coletiva pelo Centro de Pesquisa Ren√© Rachou - Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz/MG).

 

 

Imagem: freepik.com

Assessoria de Comunicação | Fundação João Pinheiro

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  | www.fjp.mg.gov.br

Informa√ß√Ķes para a imprensa: (31) 3448-9561 / 3448-9588

Siga a FJP no Twitter: https://twitter.com/_fjp_

Acompanhe a FJP no Facebook: http://www.facebook.com/fjpoficial