Imprimir

Pr√©-vestibular ministrado por alunos do curso de administra√ß√£o p√ļblica da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro aprova candidatos na UFMG e Uemg

Data de publicação .

Cursinho gratuito é voltado para pessoas carentes

Nathalia Caroline Soares de Macedo foi aprovada em direito na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); Ana Luisa Dornelas passou em pedagogia na UFMG e tamb√©m na Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg); e Ryan Castro garantiu vaga para o curso de design gr√°fico da Uemg e para o de letras na UFMG. Em comum na vida dos tr√™s est√° o Cursinho Educar, pr√©-vestibular gratuito preparat√≥rio para o Exame Nacional do Ensino M√©dio (Enem), criado e ministrado por estudantes do curso de Administra√ß√£o P√ļblica (Csap) da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro (FJP).

Nathalia, Ana Luisa e Ryan estão entre os 35 alunos que, ao longo de 2015, tiveram aulas de física, química, biologia, história, geografia, língua portuguesa, literatura, inglês, redação, álgebra e geometria com professores e monitores voluntários, em sua maioria estudantes da FJP e da UFMG, e também com alguns profissionais já graduados, no Cursinho Educar.

Iniciativa de alunos abra√ßada pelo N√ļcleo Social da Consultoria Jo√£o Pinheiro Jr, com apoio da Ger√™ncia de Extens√£o e Rela√ß√Ķes Institucionais (Geri) da Escola de Governo da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro, o projeto teve in√≠cio em 2014 com o objetivo de ampliar as chances de acesso de estudantes carentes ao ensino superior.

 

Comprometimento - Estudante da Escola Estadual Professora¬†Maria Muzzi¬†Guastaferro, na regi√£o de Venda Nova, em Belo Horizonte, Nathalia, de 18 anos, acaba de concluir o ensino m√©dio e considera que o Educar foi fundamental para a sua aprova√ß√£o. ‚ÄúAl√©m de ensinar muito bem os conte√ļdos, os professores nos incentivaram muito a estudar mais, a nos esfor√ßarmos. Foi importante tamb√©m ver a garra dos demais estudantes, um est√≠mulo a mais para seguirmos em frente‚ÄĚ. A caloura do curso de direito sonha em ser aprovada tamb√©m no concurso p√ļblico da FJP. ‚ÄúNeste ano, quero conciliar a faculdade com os estudos para o Enem e entrar para o curso de administra√ß√£o p√ļblica da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro em 2017‚ÄĚ, planeja.

 

De acordo com o professor de Gest√£o P√ļblica na Escola de Governo, √Āgnez Saraiva, que acompanha o Educar desde o in√≠cio, o comprometimento dos alunos √© ainda maior porque a ideia nasceu entre eles, que lecionam e tamb√©m coordenam o cursinho. ‚ÄúEles se organizaram e buscaram todos os meios para viabilizar a proposta, como o espa√ßo, material did√°tico e a parceria com os alunos da UFMG‚ÄĚ, explica. ‚ÄúDesde sua cria√ß√£o, o projeto j√° cresceu bastante e a expectativa √© de que colha ainda melhores resultados em 2016. Acompanhamos isso com muito orgulho dos nossos alunos‚ÄĚ, comemora.

Para uma das coordenadoras do pr√©-vestibular, Daniella Bregunci, aluna da 35¬™ turma do Csap, o Educar √© uma oportunidade e um desafio para os professores e monitores desenvolverem a capacidade de organiza√ß√£o, senso de compromisso, empatia e orat√≥ria ao longo do curso, principalmente pela juventude e inexperi√™ncia did√°tica. ‚ÄúExiste um respeito rec√≠proco entre professores e alunos que facilita a din√Ęmica das aulas e, consequentemente, o aprendizado em sala. Acredito que nossa vontade de ajudar e nosso amor pela educa√ß√£o fazem a diferen√ßa. Essa √© uma aprendizagem para toda a vida‚ÄĚ, observa.

Aluno da 29¬™ turma do Csap e graduado em Turismo pela UFMG, Andr√© Port Torres, que √© professor de hist√≥ria no Educar, diz que s√£o indescrit√≠veis a alegria e orgulho que sentiu ao saber da aprova√ß√£o dos estudantes. ‚ÄúEm um pa√≠s desigual como o nosso, a educa√ß√£o √© uma das ferramentas que possibilitam a constru√ß√£o da cidadania e da igualdade. Tive a sorte e o privil√©gio de estudar em duas excelentes faculdades p√ļblicas e muitas pessoas me ajudaram nesse caminho. Ent√£o me sinto na obriga√ß√£o de fazer o m√≠nimo para partilhar tal privil√©gio e esse √© o principal motivo de me dispor a dar aulas no Cursinho Educar‚ÄĚ, explica. ‚ÄúO m√©rito √© dos estudantes, mas nos motiva saber que conseguimos contribuir de alguma forma‚ÄĚ, conclui. ¬†

 

Vagas - Para 2016, todas as 35 vagas já foram preenchidas, mas há um cadastro de reserva para casos de desistências ao longo do ano. Os interessados devem se inscrever pelo endereço O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . As aulas e monitorias começam no dia 22 de fevereiro e acontecem de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h, no campus Brasil da Fundação João Pinheiro (Avenida Brasil, 674, Santa Efigênia), sendo encerradas um dia antes das provas do Enem.

 

Concurso p√ļblico - Em 2015, o Educar tamb√©m passou a oferecer o curso preparat√≥rio para a segunda etapa do concurso p√ļblico conjunto da¬† Secretaria de Estado de Planejamento e Gest√£o de Minas Gerais (Seplag) e FJP para provimento de cargos da carreira de Especialista em Pol√≠ticas P√ļblicas e Gest√£o Governamental (EPPGG). Com dura√ß√£o de dois meses, e oferta de 35 vagas, o curso conta com cinco professores de matem√°tica e cinco de hist√≥ria (disciplinas cobradas nas provas dissertativas do concurso) e aulas de segunda a sexta-feira, das 19h √†s 22h. A pr√≥xima turma ser√° aberta logo ap√≥s as provas do Enem 2016.

 

Estudante do curso de Administra√ß√£o P√ļblica da Funda√ß√£o Jo√£o Pinheiro, Andr√© Port Torres √© professor volunt√°rio de hist√≥ria no cursinho¬†Educar

(Imagem: arquivo pessoal)

 

Assessoria de Comunicação | Fundação João Pinheiro

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | www.fjp.mg.gov.br

Informa√ß√Ķes para a imprensa: (31) 3448-9561 / 3448-9588

Siga a FJP no Twitter: https://twitter.com/_fjp_

Acompanhe a FJP no Facebook: http://www.facebook.com/fjpoficial