Imprimir

20.12.2017 - Prêmio Inova Minas Gerais anuncia vencedores da sua segunda edição

Data de publicação .

Ideias e iniciativas inovadoras apresentadas pelos servidores do Estado foram contempladas com prêmios em dinheiro, troféus e certificados

 

Em cerimônia realizada nesta quarta-feira (20/12), no auditório JK da Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, foram anunciados os vencedores do 2º Prêmio Inova Minas Gerais.


De um total de 184 avaliadas, foram contempladas na solenidade 34 ideias e iniciativas inovadoras no âmbito da prestação de serviços à sociedade e da melhoria da gestão pública.

Dentre os finalistas, 12 receberam prêmios em dinheiro (R$ 5 mil; R$ 3,5 mil e R$ 2 mil para os três primeiros colocados de cada modalidade das duas categorias exsitentes) e outros quatro foram contemplados com “menção honrosa”. O Prêmio Inova Minas Gerais é promovido pelo Governo de Minas Gerais, por meio de parceria entre a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e a Fundação João Pinheiro (FJP).

A servidora da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), Emiliana Alves Drumond, subiu ao palco para destacar a importância do Prêmio Inova Minas Gerais para a implantação do seu trabalho. Ela foi a terceira colocada no ano passado na modalidade Inovação em Políticas Públicas, com o projeto 'Cidade Inclusiva: Libras na CA'.

"O Prêmio foi muito importante no sentido de dar visibilidade ao projeto, trazendo à tona essa questão social. O projeto despertou interesse da Sedese, que tinha interesse em capacitar 700 servidores dos postos do SINE na língua de sinais. A Pró-Reitoria de Extensão da Uemg então articulou a estruturação de um curso a distância e que já está sendo ofertado desde novembro passado”, destacou.

Vencedores

O 1º lugar na modalidade Inovação em Processos Organizacionais (categoria Iniciativas Implementadas de Sucesso) ficou com o projeto “Resolução de litígios contratuais envolvendo a Administração Pública e um ente privado por meio de arbitragem extrajudicial”, dos servidores Felipe Melo Rocha, Leonardo Nunes de Souza e Samira Marx Pinheiro, da Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), e Paulo Valadares Versiani Caldeira Filho, da Advocacia Geral do Estado (AGE).

O projeto foi fundamental para resolver uma disputa judicial envolvendo uma concessionária de rodovia e o Governo do Estado, sendo a primeira sentença arbitral em Minas e a segunda no país envolvendo a administração pública.

Já o vencedor na modalidade Inovação em Políticas Públicas (também da categoria Iniciativas Implementadas de Sucesso) foi o projeto “A experiência de Minas Gerais na assistência técnica para elaboração e adequação dos planos municipais de educação em conformidade com o novo Plano Nacional de Educação - Lei nº13.005/2014”, dos servidores Diego Freitas, da Secretaria Estado de Educação (SEE), e Yan do Carmo, da Secretaria de Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri).

O trabalho se baseia na constituição de uma rede de assistência técnica entre o Ministério da Educação, a SEE e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação para oferecimento de auxílio técnico de forma que os municípios de Minas Gerais pudessem, em um ano, elaborar/adequar seus Planos Municipais de Educação.

A modalidade Inovação em Processos Organizacionais (categoria Ideias Inovadoras Implementáveis) foi vencida pelo projeto “Otimização de Compras Públicas: criação de um banco de preços com integração dos dados da nota fiscal eletrônica de Minas Gerais”, de autoria dos servidores Gabriel Nepomuceno, Hudson Botelho, Marcio da Silva, Pedro Vinicius Campos e Rodrigo Eduardo Castilho, da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF); e Irina Coelho, da Seplag.

A ideia propõe a criação de um banco de preços integrando informações da base de dados da Nota fiscal eletrônica, através da plataforma Big Data, o que permitirá ao Estado ter maior precisão na definição de preços de referência.

Por fim, os vencedores da modalidade Inovação em Políticas Públicas (também da categoria Ideias Inovadoras Implementáveis) foram os servidores Elder Carlos Junior, da Secretaria de Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri); Pedro Henrique Costa e Wesley Matheus de Oliveira, da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese).

Eles competiram com o projeto “AproCIMA: Monitoramento via satélite de comunidades isoladas, malha rodoviária e produção agrícola do Estado de Minas Gerais”. A ideia proposta é a implementação de monitoramento via satélite para mapear comunidades isoladas, malha rodoviária e produção agrícola com o objetivo de aperfeiçoar a ação governamental, principalmente no atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade.

>>> Clique aqui (http://www.planejamento.mg.gov.br/sites/default/files/documentos/gestao-de-pessoas/premio-inova-minas-gerais/vencedores_ii_premio_inova.pdf)

para acessar a relação com todos os vencedores da segunda edição do Prêmio Inova Minas Gerais.

Os anúncios dos vencedores foram feitos pela subsecretária de Gestão de Pessoas da Seplag, Warlene Salum Drumond; pelo presidente da FJP, Roberto do Nascimento Rodrigues; pelo subsecretário de Gestão da Estratégia Governamental da Seplag, Otávio Maia Martins; e pela chefe de Gabinete da Seplag, Lígia Alves Pereira.