Os municípios com IMRS menor que 0,570 são considerados carentes, e aqueles com IMRS maior que 0,649, afluentes. Os valores de 0,570 e 0,649 correspondem, respectivamente, ao primeiro e terceiro quartis da distribuição dos municípios de Minas Gerais segundo o IMRS de 2016. Nota-se, indubitavelmente, uma concentração maior de municípios carentes nas regiões norte e nordeste do estado, em contraposição às melhores performances nas regiões sul, sudeste e centro-oeste. É importante salientar que tais resultados não são capazes de apontar disparidades intraregionais e intramunicipais.

Clique aqui para ler o informativo.