Escolhas difíceis ou tempos difíceis: a realidade da educação brasileira

  • Post author:

Há exatos seis dias, em 14 de novembro, foi comemorado o Dia Nacional da Alfabetização. A data, após 54 anos de criação, ainda levanta a discussão para um grave problema nacional que ainda persiste: o analfabetismo. Apesar do índice de analfabetismo estar em queda no Brasil, há quase 11 milhões de pessoas sem saber ler nem escrever, cerca de 7% da população com 15 anos ou mais. A pesquisa mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que mesmo com a redução do índice em 2019, o Brasil está longe da meta proposta, para 2015, pelo Plano Nacional de Educação (PNE) de erradicação do analfabetismo.

Continuar lendoEscolhas difíceis ou tempos difíceis: a realidade da educação brasileira

A quantas anda a desigualdade de rendimentos no Brasil?

  • Post author:

Dando continuidade às análises elaboradas a partir do recém lançado relatório “Síntese de Indicadores Sociais: Uma análise das condições de vida da população brasileira”[1], do IBGE, esta nota aborda a distribuição de rendimentos no país. A importância desse assunto não é novidade para nós: o Brasil é um dos países mais desiguais do mundo, e não vem apresentando melhoras nesse quesito nos últimos anos. De acordo com levantamento de dados feito pelo Banco Mundial (World Bank)[2] em 2020, o Brasil figura como o 9º país mais desigual entre os 164 países selecionados, atrás apenas de Moçambique, Suazilândia, República Centro-Africana, São Tomé e Príncipe, Zâmbia, Suriname, Namíbia e África do Sul.

Continuar lendoA quantas anda a desigualdade de rendimentos no Brasil?

O crescimento da informalidade no país: quem são os mais atingidos pela precarização do trabalho?

  • Post author:

Essa nota inaugura uma série de análises que serão publicadas neste blog produzidas a partir do recém lançado relatório “Síntese de Indicadores Sociais: Uma análise das condições de vida da população brasileira”[1], elaborado pelo IBGE. A publicação busca proporcionar um conhecimento mais amplo da realidade social do país, a partir de indicadores atualizados sobre temas estruturantes dessa realidade. O relatório analisa, principalmente a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) de 2012 a 2019, as condições de vida da população brasileira a partir de três eixos fundamentais – estrutura econômica e mercado de trabalho; padrão de vida e distribuição de renda; e educação – abordando de forma transversal as desigualdades de gênero, cor ou raça e grupos de idade. Nesta nota, iremos adentrar no âmbito do primeiro eixo, mais especificamente sobre a informalidade no mercado de trabalho, sua evolução no tempo, sua incidência nos diferentes grupos sociais e suas consequências para a desigualdade brasileira.

Continuar lendoO crescimento da informalidade no país: quem são os mais atingidos pela precarização do trabalho?

A música enquanto quilombo: desigualdades raciais, resistências e uma playlist

  • Post author:

Desde o toque do tambor que canta Bituca, às rodas de capoeira, ou mesmo o caminhar nas resistências cotidianas, não há movimento sem ritmo. E no curso da história brasileira, os mais diversos ritmos marcam vivências de resistência, em especial quando tratamos da cultura negra. Nesse 20 de novembro, o Observatório das Desigualdades, muito além de desvelar os elementos que constituem as desigualdades raciais no Brasil,irá apresentar algumas músicas que celebram a cultura negra, enquanto forma de resistência e provocam nossa consciência sobre as vitórias e o longo caminho para superar a opressão e o racismo. Escolher as músicas que compõem esta playlist não é uma tarefa fácil, são muitas as canções que trazem uma enorme potência ao tratar da cultura negra. Longe de nós a pretensão de fazer por meio deste post uma curadoria exaustiva das músicas sobre o tema, mas tão somente apresentar elementos que marcam esses processos de resistência a partir de algumas músicas.

Continuar lendoA música enquanto quilombo: desigualdades raciais, resistências e uma playlist

Indicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Uberlândia

  • Post author:

Este informativo é resultado da análise de indicadores relativos a três componentes dos serviços de saneamento básico: abastecimento público de água, esgotamento sanitário e limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. As informações são apresentadas para a Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Uberlândia¹ e são provenientes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) para 2010, 2014 e 2018.

Continuar lendoIndicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Uberlândia

Informações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Uberlândia

  • Post author:

A Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Uberlândia é composta por 24 municípios¹ que, conjuntamente, ocupam a área territorial de 35.513,7 km², equivalente a 6,05% da área total de 586.783,23 km² do estado de Minas Gerais, conforme cálculos da equipe da Coordenação de Informações Territoriais (CIT) da Fundação João Pinheiro (FJP). Na Figura 1 vê-se a ilustração do posicionamento territorial do conjunto dos referidos municípios em Minas Gerais.

Continuar lendoInformações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Uberlândia

A situação da Região Geográfica Intermediária de Uberlândia segundo o Índice Mineiro de Responsabilidade Social – IMRS

  • Post author:

Conforme o Gráfico 1, a RGInt de Uberlândia possui grau de carência em termos do IMRS significativamente inferior ao do estado: apenas 16,7% de seus municípios são considerados carentes por esse índice, enquanto no estado 25,7% dos municípios se encontram nessa situação. Quanto ao grau de afluência dessa RGInt, seu resultado, de 41,7%, é bem superior aos 25,1% do estado. O Mapa 1 mostra a localização desses municípios na RGInt e no estado.

Continuar lendoA situação da Região Geográfica Intermediária de Uberlândia segundo o Índice Mineiro de Responsabilidade Social – IMRS

Aspectos Demográficos da Região Geográfica Intermediária de Uberlândia

  • Post author:

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais, de março (início da pandemia no país) até outubro de 2020, a RGInt de Uberlândia havia registrado 49.101 casos confirmados e 990 óbitos causados pelo novo coronavírus, e, respectivamente, 13% e 11% do total do estado.

Continuar lendoAspectos Demográficos da Região Geográfica Intermediária de Uberlândia

Estudo trimestral da economia de Minas Gerais segundo trimestre de 2020 (nº 33)

  • Post author:

O PIB de Minas Gerais, no segundo trimestre de 2020, foi estimado em R$ 152,5 bilhões, 4,5% abaixo do observado no mesmo período de 2019 em termos nominais (GRÁFICO 1). Entretanto, os valores do PIB a preços correntes não devem ser diretamente comparados em distintos períodos de tempo com o objetivo de aferir o real desempenho da economia, pois sua evolução reflete variações tanto nas quantidades de bens e serviços produzidos quanto nos seus preços.

Continuar lendoEstudo trimestral da economia de Minas Gerais segundo trimestre de 2020 (nº 33)

Informações Territoriais dos Municípios da Região Intermediária de Patos de Minas

  • Post author:

Essa RGInt possui os três maiores municípios de Minas Gerais: João Pinheiro, com área de 10.711,57 km²; Unaí, com 8.438,43 km²; e Paracatu, com 8.229,11 km². Há dois com área superior a 5.000 km²: Arinos e Buritis. Há quatro com área superior a 3.000 km²: Coromandel, Formoso, Patos de Minas e Presidente Olegário. Há seis municípios com área superior a 2.000 km²: Brasilândia de Minas, Guarda-Mor, Patrocínio, São Gonçalo do Abaeté, Tiros e Urucuia. Nove municípios possuem área superior a 1.000 km²: Bonfinópolis de Minas, Cabeceira Grande, Carmo do Paranaíba, Lagamar, Lagoa Grande, Riachinho, Rio Paranaíba, Serra do Salitre e Vazante. Os demais possuem área inferior a 1.000 km², mas não há municípios com área inferior a 100 km².

Continuar lendoInformações Territoriais dos Municípios da Região Intermediária de Patos de Minas

Comércio Internacional de Minas Gerais – 2° quadrimestre de 2020

  • Post author:

A inserção produtiva de Minas Gerais no cenário internacional pode ser analisada a partir dos dados das transações comerciais do estado com outros países por meio da plataforma Comex Stat do Ministério da Economia¹. A proposta deste informativo é apresentar o resultado comercial, a pauta de bens transacionados e os principais parceiros comerciais do estado de Minas Gerais no segundo quadrimestre de 2020.

Continuar lendoComércio Internacional de Minas Gerais – 2° quadrimestre de 2020

Os encadeamentos intersetoriais da RGInt de Uberaba

  • Post author:

A Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Uberaba¹ foi responsável por 5,8% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual em 2017, o sexto maior valor entre as 13 RGInt de Minas Gerais. Destacaram-se os municípios de Uberaba, Araxá, Frutal, Iturama e Sacramento. O PIB de cada um alcançou, respectivamente, 39,4%, 15,4%, 5,5%, 5,2% e 4,6% do total da RGInt².

Continuar lendoOs encadeamentos intersetoriais da RGInt de Uberaba

Comércio Internacional da Região Geográfica Intermediária de Uberaba

  • Post author:

Esta é a décima publicação da série de informativos que, em edições mensais, apresenta os dados das exportações para as 13 Regiões Geográficas Intermediárias (RGInt) de Minas Gerais. Este informativo traz dados da RGInt de Uberaba¹ (Mapa 1): valores nominais exportados, participação no total das exportações do estado e estrutura da pauta, com destaque para os principais itens comercializados. Apresentam-se os municípios de maior participação nas exportações da RGInt, seus respectivos produtos transacionados e parceiros comerciais.

Continuar lendoComércio Internacional da Região Geográfica Intermediária de Uberaba

Indicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Uberaba

  • Post author:

Este informativo é resultado da análise de indicadores relativos a três componentes dos serviços de saneamento básico: abastecimento público de água, esgotamento sanitário e limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. As informações são apresentadas para a Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Uberaba¹ e são provenientes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) para 2010, 2014 e 2018.

Continuar lendoIndicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Uberaba

Informações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Uberaba

  • Post author:

A Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Uberaba é composta por 29 municípios¹ que, conjuntamente, ocupam a área territorial de 36.915,2 km², equivalente a 6,29% da área total de 586.783,23 km² do estado de Minas Gerais conforme cálculo da Coordenação de Informações Territoriais (CIT) da Fundação João Pinheiro (FJP). Na Figura 1, vê-se a ilustração do posicionamento territorial do conjunto dos referidos municípios em Minas Gerais.

Continuar lendoInformações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Uberaba

A situação da Região Geográfica Intermediária de Uberaba segundo o Índice Mineiro de Responsabilidade Social – IMRS

  • Post author:

O Gráfico 1 mostra ainda que a RGInt de Uberaba apresenta grau de carência inferior ao do estado em quatro das seis dimensões do IMRS, destacadamente no caso das dimensões vulnerabilidade e meio ambiente/saneamento/habitação, as únicas em que seu grau de afluência é, ao mesmo tempo, superior. A situação relativa da RGInt é pior nas dimensões saúde e educação, mas, de forma significativa, apenas nessa última, em que apresenta grau de carência bem maior que o estado e grau de afluência, bem menor.

Continuar lendoA situação da Região Geográfica Intermediária de Uberaba segundo o Índice Mineiro de Responsabilidade Social – IMRS

Matriz Insumo-Produto de Minas Gerais 2016

  • Post author:

A economia de Minas Gerais é formada por um conjunto de setores de atividades econômicas que compram e vendem entre si e cujo objetivo é atender a demanda de famílias, governos e empresas. Em Minas Gerais, historicamente, destacam-se os setores de atividades econômicas ligadas ao agronegócio, aos produtos metalúrgicos, à construção e ao setor automotivo.

Continuar lendoMatriz Insumo-Produto de Minas Gerais 2016

Os encadeamentos intersetoriais da RGInt de Pouso Alegre

  • Post author:

A região geográfica intermediária (RGInt) de Pouso Alegre¹ foi responsável por 7,2% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual em 2017, o quarto maior valor entre as RGInt do estado. Destacaram-se os municípios de Extrema, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Itajubá e Santa Rita do Sapucaí, cujos PIB alcançaram, respectivamente, 18,2%, 17,8%, 15,4%, 7,3% e 3,8% do total da RGInt².

Continuar lendoOs encadeamentos intersetoriais da RGInt de Pouso Alegre

Comércio Internacional da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

  • Post author:

Esta é a nona publicação da série de informativos que, em edições mensais, apresenta os dados das exportações para cada uma das 13 Regiões Geográficas Intermediárias (RGInt) de Minas Gerais. Este informativo traz dados da RGInt de Pouso Alegre¹ (Mapa 1): valores nominais exportados, participação no total das exportações do estado e estrutura da pauta com destaque para os principais itens comercializados. Apresentam-se os municípios de maior participação nas exportações da RGInt, seus respectivos produtos transacionados e parceiros comerciais.

Continuar lendoComércio Internacional da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

Produto Interno Bruto da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

  • Post author:

Este informe traz os principais resultados de 2010 e 2017³ para os municípios da RGInt de Pouso Alegre. Ao longo desse período, ela teve sua contribuição ao PIB de Minas Gerais aumentada de 5,6% para 7,2%. Dos 15 principais municípios da RGInt em termos de contribuição econômica mostrados no Gráfico 1, Extrema, Pouso Alegre e Cambuí obtiveram os maiores ganhos de participação no produto agregado estadual, enquanto apenas Itanhandu e Itajubá tiveram pequena perda. O bom desempenho econômico da RGInt foi bastante disseminado, com um ganho expressivo de participação do PIB do conjunto dos demais 65 municípios. A RGInt de Pouso Alegre é composta por 80 municípios dispostos em cinco Regiões Geográficas Imediatas (RGI): Caxambu-Baependi, Itajubá, Poços de Caldas, Pouso Alegre e São Lourenço. Vale destacar que o grupo de 15 municípios concentra aproximadamente 80% do PIB da RGInt.

Continuar lendoProduto Interno Bruto da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

Comércio Internacional de MG – Fronteira Tecnológica (nº 3/2020)

  • Post author:

Este informativo apresenta as exportações do estado de Minas Gerais agrupadas segundo a classificação da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Baseando-se no indicador de intensidade em pesquisa e desenvolvimento (P&D) em relação ao valor adicionado industrial, ela enumera cinco categorias de produtos de acordo com a gradação tecnológica: alta, média-alta, média, média-baixa e baixa¹

Continuar lendoComércio Internacional de MG – Fronteira Tecnológica (nº 3/2020)

Informações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

  • Post author:

A Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Pouso Alegre é composta por 80 municípios¹ que, conjuntamente, ocupam a área territorial de 20.717,51 km², equivalente a 3,53% da área total de 586.783,23 km² do estado de Minas Gerais conforme calculada pela Coordenação de Informações Territoriais da Diretoria de Estatística e Informações da Fundação João Pinheiro (FJP). Na Figura 1, vê-se a ilustração do posicionamento territorial do conjunto dos referidos municípios em Minas Gerais.

Continuar lendoInformações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

A situação da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre segundo o Índice Mineiro de Responsabilidade Social – IMRS

  • Post author:

Os gráficos da Figura 1 apresentam, do lado esquerdo, a distribuição dos municípios do estado e, do lado direito, da Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Pouso Alegre, segundo o IMRS e os índices de suas dimensões. Isso permite, em uma primeira aproximação, visualizar as diferenças entre ambos. Cada distribuição é dividida em quatro grupos iguais, portanto, com 25% dos municípios em cada um. Esses grupos são delimitados por três linhas ou quartis. A face inferior do retângulo corresponde ao 1º quartil; a superior, ao 3º quartil da distribuição. A linha preta dentro do retângulo corresponde ao 2º quartil ou mediana da distribuição.

Continuar lendoA situação da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre segundo o Índice Mineiro de Responsabilidade Social – IMRS

Aspectos Demográficos da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

  • Post author:

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado de Minas Gerais, de março (início da pandemia no país) até agosto de 2020, a Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Pouso Alegre havia registrado 10.801 casos confirmados do novo coronavírus e 235 óbitos, o que representou 4,9% e 4,4% respectivamente do verificado no total do estado.

Continuar lendoAspectos Demográficos da Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

Indicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

  • Post author:

Este informativo é resultado da análise de indicadores relativos a três componentes dos serviços de saneamento básico: abastecimento público de água, esgotamento sanitário e limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. As informações são apresentadas para a Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Pouso Alegre¹ e são provenientes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) para 2010, 2014 e 2018.

Continuar lendoIndicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Pouso Alegre

PIB Trimestral de Minas Gerais — 2° Trimestre de 2020 (Relatório)

  • Post author:

O PIB mineiro, afetado pela pandemia e distanciamento social, apresentou recuo de -9,8% na comparação do segundo trimestre de 2020 contra o primeiro trimestre de 2020, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal (maior contração da série histórica iniciada em 2002). No Brasil, houve recuo de -9,7% no índice de volume do PIB.

Continuar lendoPIB Trimestral de Minas Gerais — 2° Trimestre de 2020 (Relatório)

Indicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Barbacena

  • Post author:

Este informativo é resultado da análise de indicadores relativos a três componentes dos serviços de saneamento básico: abastecimento público de água, esgotamento sanitário e limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos. Provenientes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) para 2010, 2014 e 2018, as informações são apresentadas para a Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Barbacena¹.

Continuar lendoIndicadores de saneamento básico para a Região Geográfica Intermediária de Barbacena

Informações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Barbacena

  • Post author:

A Região Geográfica Intermediária (RGInt) de Barbacena é composta por 49 municípios¹ que, conjuntamente, ocupam a área territorial de 15.260,09 km², equivalente a 2,60% da área total (586.783,23 de km²) do estado de Minas Gerais conforme cálculo da Coordenação de Informações Territoriais (CIT) da Fundação João Pinheiro (FJP). Na Figura 1, vê-se a ilustração do posicionamento territorial do conjunto dos referidos municípios em Minas Gerais.

Continuar lendoInformações Territoriais dos Municípios da Região Geográfica Intermediária de Barbacena